Nossa  especialidade é a fabricação de  fertilizantes de alta qualidade que tragam resultados positivos para a produção agrícola. A combinação correta dos três Macronutrientes  primários: Nitrogênio, Fósforo e Potássio ( NPK ); Macronutrientes  secundários: Cálcio, Enxofre, Magnésio e Micronutrientes: Boro, Zinco, Manganês, Mobilidenio, Cobre e outros, nos permite produzir as  fórmulas necessárias para  cada cultura de acordo com a necessidade de cada consumidor.
As principais fontes de matérias primas usadas para obtenção das diversas fórmulas de fertilizantes são: Uréia, Nitrato de Amônio, Sulfato de Amônio, Superfosfato Triplo, Superfosfato Simples Amôniado, Fosfato Monoamônio, Fosfato Diamônio, Cloreto de Potássio, Super Simples Pó, Superfosfato Triplo Amõniado, Enxofre Granulado.

Uso de aditivo Anti Dust melhorando a qualidade física das formulações, facilitando a aplicação no campo.

 

 


Nitrogênio (N) O nitrogênio é o nutriente responsável para o crescimento das plantas, para a produção de novas células e tecidos. O nitrogênio promove a formação de clorofila, que é um pigmento verde encontrado nas folhas e que captura a energia do sol.
Nutriente estrutural por ser constituinte das proteínas, participa de vários compostos orgânicos, tendo papel fundamental no metabolismo vegetal.
Os sintomas de deficiência são bastante característicos: paralisação do crescimento, amarelecimento generalizado das folhas velhas devido à alta redistribuição do elemento, baixos níveis de proteínas nas sementes e nas partes vegetativas.
Uma deficiência leve de N causará uma restrição no crescimento da planta, mas geralmente se for mais sutil só poderá ser percebida através da comparação com plantas que tenham um adequado suplemento de N.
Deficiências moderadas causam mudanças na cor das folhas para o verde claro ou amarelado. Sintomas severos incluem necrose (morte do tecido), começando nas pontas das folhas mais velhas, com o desenvolvimento de padrões em forma de V pela nervura central em direção a base da folha.

 

Fósforo (P) Dos macronutrientes primários, o fósforo é absorvido em menores quantidades que os demais, entretanto sua presença no solo é indispensável para o crescimento e produção vegetal; apresenta problemas de limitação nos solos por causa da “fixação”, tornando-o indisponível para as plantas. Interfere nos processos de fotossíntese, respiração, armazenamento e transferência de energia, divisão celular, crescimento das células. Contribui para o crescimento prematuro das raízes, qualidade de frutas, verduras, grãos e formação das sementes. Por interferir em vários processos vitais das plantas, deve haver um suprimento adequado de fósforo desde a germinação, principalmente em plantas de ciclo curto. O fósforo, na planta, apresenta uma grande mobilidade. As plantas quando jovens absorvem maiores quantidades de fósforo ocorrendo um crescimento rápido e intenso das raízes em ambientes com níveis adequados do nutriente.
Os principais sintomas de deficiência são pequenos desenvolvimentos de toda planta, folhas velhas (com arroxeado característico) devido a propriedade de mobilidade do P dos tecidos velhos para os mais novos, ocorrência de número reduzido de frutos e sementes e atraso no florescimento.
Plantas com deficiência em fósforo apresentam reduções na área e no número  de folhas. As plantas deficientes em fósforo acumulam açúcar nos tecidos e, a partir deste, sintetizam pigmentos escuros, ocasionando uma  coloração mais escura das folhas.

 

Potássio (K) O potássio desenvolve um papel vital em importantes funções metabólicas da planta. É essencial para o crescimento e responsável pelo equilíbrio na relação água e planta, ajuda a manter a pressão interna das células da planta e produção de frutos mais suculentos. O Potássio é importante na fotossíntese, na formação de frutos, resistência ao frio e às doenças.
O sistema radicular, em plantas deficientes em potássio, será menos profundo e pouco desenvolvido, o que prejudicará a absorção de água e nutrientes.
Crescimento lento, raízes pouco desenvolvidas, caules fracos e flexíveis, frutos e sementes pouco desenvolvidas  são indícios da deficiência de potássio.

 


Para adquirir os produtos da marca Cooperfértil contate uma de nossas Associadas

 


Gustavo Ferreira - Encarregado de Informática
Copyright © 2001 COOPERFÉRTIL. Todos os direitos reservados.
Ano 2015